Inspirar e apoiar jovens conservacionistas a trabalhar na proteção do planeta onde moramos, o único lugar onde podemos viver.

© 2019 Instituto Luisa Pinho Sartori

  • ILPS

Apresentamos a vocês os Engenheiros do Ecossistema: Jabuti-tinga!

Atualizado: Mar 24

No dia 16 de janeiro deste ano foi realizada a segunda soltura de indivíduos da espécie jabuti amarelo, ou jabuti-tinga, num total de 15 animais, na Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro. O jabuti-tinga (Chelonoidis densticulatus) estava extinto na cidade do Rio de Janeiro e em quase todo o estado. Na cidade estava extinto há pelo menos 200 anos. Os jabutis tem dieta bem ampla, consumindo praticamente tudo o que encontram. Tanto por isso, como por serem bons dispersores de sementes, modificam o solo e são chamados de engenheiros de ecossistema, e ajudam na regeneração da floresta.

Mestranda Carolina Starling, vencedora do Projeto Jovens Talentos para a Conservação 2018; Dr. Marcelo Rheingantz, UFRJ, Diretor Científico do ILPS; Prof. Dr. Fernando Fernandez, UFRJ; Mauro Vasconcellos, Diretor Financeiro do ILPS.


Esses jabutis que estamos liberando vieram do MT, principalmente, e também de MG e SP. Os animais passaram por quarentena no Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) do Ibama, em Seropédica - RJ, onde fizeram exames de sangue e clínicos, realizados por veterinários da UFRRJ.

O Instituto Luísa Pinho Sartori contribuiu com o financiamento desse projeto, através do Projeto Jovens Talentos para a Conservação, iniciado em 2018.