• Comunicação ILPS

Ações que nos orgulham: Jabuti-tinga solto na Floresta da Tijuca

Atualizado: Ago 20

Os Jabutis-tinga, mais conhecidos como Jabutis Amarelos, antes de serem soltos no Parque Nacional da Tijuca, ficaram de quarentena no CETAS - Centro de Triagem de Animais Silvestres - Ibama, onde receberam cuidados clínicos. Depois, foram para o cercado de aclimatação, já na Floresta da Tijuca, onde ficaram por mais 6 meses.


Durante os período, da quarentena e da aclimatação, os jabutis foram alimentados pela equipe de biólogos que fazem parte do projeto REFAUNA. Toda alimentação dos animais foi custeada pelo INSTITUTO LUÍSA PINHO SARTORI, através do Programa Jovens Talentos para a Conservação. O projeto de pesquisa da bióloga e estudante de pós-graduação, Carolina Manne, de reintrodução dos Jabutis Amarelos na Floresta da Tijuca, foi selecionado, em 2018, para receber os recursos financeiros do Programa, durante dois anos.


Jabutis-tinga no cercado de aclimatação | Foto: zero8onze - Fernanando Cunha Jr



Conheça mais sobre o Programa Jovens Talentos para a Conservação.



#MeioAmbiente #Conservação #Planeta #Ecosystem #JovensTalentosParaConservação #Biologia #Biodiversidade #PlanetaTerra #Planet #PlanetEarth #PesquisaAcadêmica #Academicresearch #Universidade #Graduação #Faculdade #Mestrado #Doutorado #University #ong #ongs #UFRJ #UERJ #UNIRIO #UFRRJ #UFF #PUCRIO #TerceiroSetor #Research #Biodiversit

Inspirar e apoiar jovens conservacionistas a trabalhar na proteção do planeta onde moramos, o único lugar onde podemos viver.

© 2019 Instituto Luisa Pinho Sartori